Quando o sexo fica molhado pra valer

Por carmen

Fazer xixi quando estou muito, mas muito apertada, para mim, é uma sensação orgástica.

Mas quando a vontade vem bem na hora do rala-e-rola? Já aconteceu comigo, com você e com torcida do Corinthians, né?

 

xixi
Crédito da foto Pinterest

 

Como fazer? Parar no meio? Se for só uma vontadinha, vamos lá, dá para aguentar, o tesão sobrepõe. Mas dependendo da quantidade de mililitros na bexiga, o sexo pode ficar meio incômodo. A aflição em cada estocada e uma certa ardência podem comprometer a qualidade do prazer, dar aquela desviada de atenção que atrasa o gozo, amolece o pau, etc.

Minha amiga Silvinha conta sua tática: “Eu sempre tento me lembrar de ir ao banheiro antes de sair do bar, da festa, ou, em último caso, antes de ir para cama. Mas confesso que fico insegura de interromper o beijo, o amasso, para fazer xixi. Enquanto me alivio, fico pensando que do outro lado da porta, o cara está descartando a possibilidade de me chupar, porque sabe que eu acabei de urinar”.

Será que isso acontece mesmo? Eu nunca deixaria de fazer oral por esse motivo. Chacoalhadas, papel higiênico, lenço umedecido e torneira estão à disposição para a higiene geral da nação.

E, claro, existe até quem curta o cheirinho, as gotinhas, o esguicho, a chuva de prata.

Uma história extrema que li é de uma jovem, vida sexual recém-iniciada, que começou uma transa matinal com o namorado sem passar pelo banheiro antes. Ficou envergonhada de interromper e, ao mesmo tempo, estava até gostando daquela pressão a mais na pelve. Ela nem percebeu quando começou a fazer xixi durante a penetração. De repente, ambos estavam ensopados. Ela entrou em pânico e cogitou ter tido uma ejaculação feminina, o chamado squirting. Mas quando percebeu que a sensação de bexiga cheia tinha passado e viu o namorado cheirando os lençóis, ela só queria morrer.

Fico pensando que nem eu conseguiria sair dessa com muita dignidade. E você?

Dê sua opinião para carmenfaladesexo@gmail.com