Uma exposição de nus para conferir sem censura!

Por carmen

Na Grécia Antiga, a beleza era uma qualidade do corpo masculino, um atributo que ia além do físico e não era associado às mulheres – isso só mudou com o desenvolvimento das artes, quando elas começaram a ser retratadas e esculpidas e passou-se a ter uma percepção maior do belo estético.

 

Crédito da foto Alair Gomes

 

Penso nisso porque amo corpos, tanto femininos quanto masculinos, independentemente da minha preferência sexual. Sob o meu ponto de vista, limita-se muito quem vê apenas a mulher, com suas curvas e traços delicados, como idealmente bonita. Bíceps, bunda, coxas, abdômen, costas são atraentes independente do gênero. E agora pensando em especificidades, pênis é uma coisa linda sim! Assim como vulvas!

 

Crédito da foto Alair Gomes/Divulgação

 

Uma exposição em cartaz em São Paulo pode entrar para essa conversa. A mostra “Alair Gomes e Robert Mapplethorpe”, na galeria Fortes D’Aloia & Gabriel cria um diálogo entre as imagens do primeiro artista, brasileiro, com as do segundo, célebre fotógrafo norte-americano. Os corpos masculinos como esculturas, paisagens, objetos de desejo e prazer estão presentes em ambas as obras. Admire.

 

 

A exposição fica em cartão até 7 de outubro e é recomendada para maiores de 16 anos. Pessoalmente também não indico para a turma que apoia censura à arte, OK?

 

Crédito da foto Robert Mapplethorpe Foundation