Batman invadiu a festa e a cama

Por carmen

Se fosse um subúrbio norte-americano, o cenário seria de “Desperate Housewives” ou até mesmo “Mad Men” – sem a recriação de época.

A festa infantil acontecia em uma tarde quente, em um prédio novo com espaço gourmet e área fitness, e estava lotada de crianças fofas e barulhentas, com mães bem vestidas e pais que conversavam sobre o mercado imobiliário e o cenário político regados a muita cerveja Heineken.

Eis que surgem seres alienígenas para aquele ambiente: Capitão América, Thor, Mulher-Maravilha e Batman. O tema do aniversário eram os Super-Heróis e atores haviam sido contratados para a recreação.

Não demorou muito para a rodinha de mães soltasse risinhos sempre que o Homem-Morcego se aproximava. Com queixo quadrado, lábios grossos e 1,90m de altura, ele parecia mesmo vindo de algum lugar bem distante e exótico, a anos-luz daquele salão em tons pastéis, da piscina de bolinhas e do sanduíches de metro.

O ator conversava com as mães as chamando de senhoritas e beijando-lhe as mãos, aos modos mais clichês de um dito cavalheiro. E atingia o objetivo: a excitação de todas era palpável (no dia seguinte, uma delas me confidenciou que se masturbou muito naquela noite pensando no Batman de mentirinha. Com o marido roncando ao lado da cama, ela se esfregou com força, beliscou e arranhou a genitália, fantasiando um sexo selvagem com o personagem).

 

Crédito da foto suckmypixxxel.tumblr.com
Crédito da foto suckmypixxxel.tumblr.com

 

Eu, no meu canto, só pensava que a vida sexual geral ali deveria ser muito sem graça, para que elas se encantassem com um ator de máscara, em plena festa infantil. Já refletindo sobre os estragos que a rotina do casamento e os maridos acomodados fazem no tesão dessas mulheres, me aproximei da mesa dos homens.

E não é que lá a piadinha, contada discretamente, mas gerando risadas estrondosas, falava do “capô de fusca” da Mulher-Maravilha e demais atributos, sempre tratados de forma igualmente jocosa?

Fico pensando por que os adultos ficaram tão infantis. Teria sido culpa do excesso de festinhas ou da escassez de sexo?

Conte suas experiências mais excitantes para mim: carmenfaladesexo@gmail.com