Em “Easy”, série do Netflix, sexo pode ser difícil

Por carmen

Sexo ou série esta noite?

Nova no Netflix, “Easy” tem sido comentada por tratar sexo com realismo. Corri para uma sessão de binge watching esta semana, curiosa pra ver do que se trata.

São oito episódios independentes, cada um apresenta uma história. Claro, o sexo está presente e tem momentos em que o foco está totalmente nele, mas a temática é mais os altos e baixos de relacionamentos do que a cama em si.

 

Crédito da foto Divulgação
Crédito da foto Divulgação

 

A vida real está no nome: transas, encontros, namoros e casamentos são fáceis? Podem ser, mas costumamos complicá-los. A realidade também é colocada como adornos. O marido fodendo sem se preocupar com o prazer da mulher aqui, axilas não depiladas ali. Só para dar o tom.

O tema do primeiro episódio gera debate: casais que mantém papéis de gênero mais “normativos” transam mais? O estereótipo clássico da mulher que lava roupa e do homem que conserta a pia favorece a vontade de transar, defende um estudo, mencionado em uma roda de amigos. Por falar em vontade, a minha foi gritar um “nãooooo” para a tela, mas aí os personagens apresentam diferentes pontos de vista e você fica interessado em ver até onde assunto vai. Mulher que foca pesado na carreira perde a vontade de transar, o que não acontece com o homem? Ui!

Tem outras histórias em que o sexo nem dá as caras, mas no segundo episódio, a cena da transa entre as duas meninas quase excita.

E esta noite tem, porque ainda não terminei a temporada. 🙂

Quer contar suas histórias sexuais picantes para nós? Escreva pro carmenfaladesexo@gmail.com