Quando saí com dois amigos (ao mesmo tempo)

Por X de Sexo
Crédito: suckmypixxxel.tumblr.com

Leitores e leitoras, um texto que recebemos há tempos e só publicamos agora. E confessamos: invejamos.

 

***

 

por Flor

 

Desde que eu era adolescente tinha a curiosidade de transar com dois homens ao mesmo tempo. Sempre fui curiosa com sexo e acho que o corpo, imaginação livre e aberta e um cenário funcionam como um parque de diversões.

 

Comecei a transar tarde, aos 18 anos, só depois de me esfregar muito e deixar muito homem com “dor de cabeça”. Gostava da idéia de “aprender” muitas coisas antes de chegar aos finalmentes, gostava de castigar os caras e, claro , achava que a primeira tinha que ser gostosa, mesmo que tivesse alguma dor. E assim foi. Delícia apesar da dor. Escolhi um mulherengo profissional que adorava tirar cabaços. Tive sorte. Até hoje acho que minha autoconfiança no sexo tem a ver com o começo de tudo. Ser bem tratada na cama, desejada de verdade independente de formas e padrões, deixa qualquer mulher poderosa, liberada e interessante.

 

O bom te manter laço com alguém que você saiu dos 14 anos  até os 35, sem se apegar, é isso. Experimentar, provar, realizar as fantasias dos dois, ir além sem se envolver, ou se magoar. Pelo simples prazer de experimentar e sair da rotina.

 

Ele sempre soube que eu gostava muito da coisa. Um dia me disse: eu realizo sua fantasia se você realizar a minha. A dele, óbvio, era sair com duas mulheres. Mas isso fica para outro dia…

 

Temos em comum um melhor amigo, que nos apresentou quando eu era adolescente, e esse amigo sempre se sentiu atraído por mim. Eu achava demais pra minha cabeça pegar dois amigos tão íntimos, então nunca dei bola. Mal sabia eu que, anos depois, ele ia fazer parte da minha fantasia. Convite feito, convite aceito, simples assim. Éramos 3 amigos, uma solteira liberada sexualmente, dois casados, e um pacto de silêncio. E muita, muita vontade de fazer a coisa da maneira mais deliciosa que alguém pode fazer. Adoro um segredo sobre sexo.

 

Entramos no motel, não sem antes meu amigo se esconder na mala do carro. Não dava mais para voltar atrás! Frio na barriga, medo de ser tratada como puta no pior sentido da palavra. Mas que nada, até hoje , 3 anos depois, eu digo que vou vender os serviços dessa dupla para as minhas amigas!

 

No meio do que deveria ser uma grande putaria, eu fui tratada como uma rainha. Óleos de massagem para me deixar relaxada, bolinhas eróticas, camisinhas de todos os jeitos, banheira de hidromassagem, sais de banho, tudo preparado por eles, sem que eu precisasse pedir! Imagina tudo o que é gostoso duplicado ou quadruplicado: duas bocas, duas picas duras, quatro mãos, váaaarios dedos, dois caras bns de cama. Então, foi isso. Estou piscando só de me lembrar.

 

O que me conhecia há anos guiava meu amigo narrando e mandando fazer as coisas que eu mais gostava.Voz de comando e olhar de tesão, olhar  de um macho quando olha uma mulher que gosta de sexo fazendo sexo. Nada mais excitante. Espelhos, câmeras e corpos suados em movimento, tentando saber quem dos três sentia mais prazer. Mais de 10 camisinhas, o pau deles não abaixava após o gozo -os homens podem surpreender às vezes no quesito fantasia sexual e serem muito generosos. Dei sorte.

 

Ninguém queria parar de transar, de beijar, de chupar, de lamber, de apertar. Acho que nunca mais terei uma foda a três como essa. Era meu sonho fazer dupla penetração, chupar um de cada lado, me sentir amassada por dois homens com tesão e seus paus em mim ao mesmo tempo, sem pensar em frescuras e machismos e nada além de dar prazer para a mulher que está na frente deles. Mas não de forma vulgar, como se vê em filme pornô. Eu queria como foi, foi melhor do que eu imaginava até! O mérito é deles!

 

Meu amigo se deu mal no presentinho, como eu costumo chamar o cu,  porque o pau dele era muito grosso, e apesar de eu estar com muita vontade, eu não quis forçar nada que pudesse estragar o meu prazer com qualquer dor. Mas meu tesão insaciável não deixou ninguém na mão. Boca, mão, tudo delicioso…Rebolei muito gostoso nele.

 

Quem estiver lendo, se visualize em pé na banheira, recém depilada, e eles sentados na direção exata da sua buceta e bunda, um de cada lado..E eles passam as mãos sensualmente pelo seu corpo todo, pernas, bunda, costas, peitos, e começam um de cada lado a te lamber e enfiar a língua deliciosamente em todo os lugares que eles conseguem alcançar, segurando seu quadril sem deixar você escapar…Depois eles mudam de lado e você tem tudo de novo, mas sente tudo diferente porque cada um tem seu ritmo, seu jeito e sua sede de chupar. Eu poderia dar isso de presente de aniversário para uma grande amiga, juro!

 

A gente ficou umas 6  horas juntos, transando direto, tipo maratona, que me deixava cada vez mais molhada, excitada, cada vez querendo mais, porque sabia que aquilo ia acabar.

 

Depois nos falamos os três por email, juntos, pirados de tesão de ter vivido essa história só nossa, mesmo cada um tendo sua vida.  A gente queria mais, mas ainda não fizemos. Viajei, mudei de país, mas a gente ainda vai repetir a dose. Continuo em contato com os dois. Preciso de outra dessas um dia, mas não me atraio por qualquer um. Tem que ter um contexto, uma história.

 

Se vocês tem alguém em quem confiam para viver um momento como esse, estabeleçam as regras, e na hora H , relaxe tudo o que você puder, vai valer a pena.

 

Espero que tenham se excitado como eu, só de me lembrar desse momento. Vou ali me masturbar com o vibrador que ganhei dele e volto já.