X de Sexo

A cama é de todos

 -

Blog fala de sexo a partir de histórias do dia a dia, narra experiências reais e conta com a colaboração de leitores. É produzido de forma anônima.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

A bendita (ou maldita?) depilação

Por X de Sexo

por Lia

 

Me lembrei daquele dia de férias por causa dessa polêmica da depilação (ou não) da atriz Nanda Costa, que apareceu com mais pelos que o padrão das tradicionais capas da Playboy.

 

Playboy da Nanda Costa

 

Não nos víamos há quase um mês. Fora do país, a única forma de matarmos nossa vontade e saudade era com conversas, fotos e mensagens.

 

Eu estava prestes a entrar no banho quando o celular apitou. A mensagem recebida -e as seguintes- recordava uma viagem recheada de risadas, sexo, mar. Pronto, eu estava louca de vontade dele, era rápido demais, ele sabia o que fazer.

 

“Me manda uma foto sua? Agora? Quero ver como está”, ele pediu. Eu obedeci.

 

A resposta, de tão inesperada, me fez ficar minutos sem saber o que responder: “Pelos grandes. Mais que o normal”.

 

 

“Responde. Você está diferente nessa foto”

 

 

“Cadê? Está diferente. Me diz porquê”

 

… (silêncio)

 

“Depilou menos?

 

 

Eu achava graça na insistência, mas mais no reparo. Continuava muda

 

 

“Me manda mais fotos”

 

 

“imploro”

 

Outra foto

 

“Você só está depilando embaixo?”

 

(Outra foto. Mais silêncio)

 

“Só está depilado BEM embaixo?”

 

Quebrei o silêncio: “Está quase igual…”

 

“Deixa assim, pelo amor. Eu depilo com o dentes”

 

“Adorei como está, não muda, de jeito nenhum. Promete?”

 

*****

 

Proposital ou não, recurso para vender mais ou não, é fato: suscitou debates. Assim que vi, pensei: eu não ficaria assim. Mas feio não é. Pelo contrário. As fotos dos antigas, com os pelos em triângulos, são belos, defende um amiga.

 

“Por essa mulher mais natural, que me lembra minha mãe quando tinha minha idade, essa mulher menos escrava, linda e sem produções.”

 

A maioria dos comentários que ouvi da ala masculina foi “tanto faz”. Mulher é mulher, sexo é sexo, repetiram. E, sinceramente, por mais que eles tenham preferências (quem não tem??!!), acho que nós somos anos-luz mais encanadas que eles nesse quesito

 

Não raro, ouço (e concordo, confesso) que a melhor forma para resistir ao sexo é não estar depilada. Pois, sim, nos sentimos menos bonitas. A sensação é que os pelos esquecidos são sinal de desleixo. Eu, confesso de novo, os detesto em mim. E, sejamos francas, é mais higiênico. Arrisco até a dizer que chupar uma mulher depilada é mais confortável. Foco no que importa, não nos pelos que incomodam.

 

Então pensei sobre algo que nunca havia aventado: homens, pelo menos com os que saí, não se depilam. Há pelos e pelos e em nada, absolutamente em nada, eles me impedem de ter vontade de chupá-los. Simplesmente porque pelos fazem parte da realidade, oras. Uma amiga defende que a poda chegue a eles também, ao menos de leve, mas eu nunca me incomodei.

 

O peso social e cultural também pesam. Vivemos em um país de sol e calor, de biquinis o ano todo, em que depilação é quase religião. Nosso modelo ganhou fama por Europa e EUA.

 

Pena saber que continuo escrava da depilação, essa desgraça que machuca e faz chorar, até.

 

Para nos escrever, contar suas histórias e contribuir com o blog, estamos sempre aqui: blogxdesexo@gmail.com

Blogs da Folha

Publicidade
Publicidade
Publicidade